O Islã é para todos? O Alcorão diz que não!

Texto de Ali Sina

Os muçulmanos estão promovendo o Islã incansavelmente e dizem que em breve ele irá dominar o mundo. Ao fazer assim, vão contra o Alcorão. Então é justo chamá-los de Kafir.

O Alcorão capítulo 10 verso 47 diz:

Para cada nação, há um Mensageiro.

E o capítulo  14 verso 4 diz:

Nunca enviamos um Mensageiro senão com o idioma de seu povo para que possa tornar tudo claro para eles.

Se esses versos forem verdadeiros, então o Islã não é para pessoas não árabes. O Alcorão atesta que todo povo tem recebido a divina mensagem em sua própria língua, de modo que possa entender, então o Alcorão é para árabes. Este conceito é tão importante que é repetido numerosas vezes.

Alcorão 16:36.
Enviamos a cada nação um mensageiro a proclamar (…)

Alcorão 5:48
A cada um de vós, determinamos uma lei e um caminho.

Alcorão 32:3
 O Livro (o Alcorão) é a verdade vinda de teu Senhor para que advirtas um povo a quem não foi enviado admoestador algum.

Alcorão 36.6
Para admoestar homens cujos pais não foram admoestado e estão por isso desatentos. 

Estes versos não deixam lugar para a dúvida. Alá está dizendo que cada povo teve seu próprio profeta, que os advertiu em sua própria língua, e que Maomé é para aqueles que ainda não recebeu nenhuma orientação, e cujos pais não advertiram: o árabes. Assim, eles não têm desculpas para dizer “mas não recebemos mensagem nenhuma!”

O Alcorão  6: 156- 157 explica:
Foi-vos revelado para que não dissésseis: “O Livro foi revelado a apenas duas seitas (judeus e cristão) antes de nós; ignoramos o que liam nele.”

Nem que dissésseis: “Se o Livro nos tivesse sido revelado, estaríamos mais adiantados do que eles na senda da retidão”.

Os muçulmanos insistem que nenhuma tradução do Alcorão pode ser exata. Portanto, jamais pode ser clara para não árabes. E isso é lógico, pois não foi escrito para eles.

Outra confirmação de que o Alcorão foi enviado apenas para árabes é o capítulo 26 versos 198-199:

Se o tivéssemos revelado a um não árabe, e ele o tivesse transmitido, não teriam acreditado.

Do mesmo jeito que os árabes não têm motivo para crer nos livros escritos em línguas estranhas, os não árabes não têm motivo para crer em um livro escrito em Árabe. Por isso Alá envia um mensageiro para cada povo, e que fale sua própria língua, para que eles possam compreender. Isso faz sentido.

Para ter certeza de que não haja mal entendido, o Alcorão 5:19 reitera:

Ó adeptos do Livro, foi-vos enviado Nosso Mensageiro para instruir-vos, num intervalo entre os Mensageiros, a fim de que não digais: “Não nos veio nem anunciador nem admoestador”. Foi-vos enviado um anunciador e um admoestador. Deus tem poder sobre tudo.         

De acordo com o Alcorão, todos os povos receberam alguma revelação. os versos citados dizem que o Alcorão foi feito para aqueles que nunca receberam nenhuma, para que não diga: “Não chegou a nós alvissareiro nem quem advertisse”.

Isso fica claro, mas Alá quer que fique bem claro até para as pessoas mais burras. Ele cita a localização geográfica exata para a qual Maomé foi enviado.

Alcorão 6:92
 Este é um livro abençoado que baixamos para confirmar o que havia sido revelado antes dele, e para que advirtas com ele a cidade-mãe e os arredores.   

A mãe de todas as cidades, Umul Qura, é Meca. Este verso diz que o Islã foi enviado para advertir Meca e suas proximidades. Como é que pode ser para a humanidade inteira?

Agora fica claro até para o povo mais estulto.  Mas Alá sabe que algumas pessoas são realmente muito burras e quer tornar claro até para elas. Então ele repete a mesma coisa em 42: 7

 Assim te revelamos um Alcorão árabe para que advirtas a cidade-mãe e seus arredores.

Já ouvi os muçulmanos falarem que “em volta” significa “por toda a parte”. Essa não é a definição de “em volta”. Quando falamos Roma e arredores, não incluímos Paris, Londres, Tóquio e Nova Iorque como se fossem arredores de Roma. Aqueles que trazem esse argumento estão dizendo que Alá diz uma coisa mas quer dizer outra. Ele assim está enganando as pessoas. O Alcorão frequentemente diz ser “um livro evidente” (5:15), “fácil de recordar” (44:58, 54:22, 54:32, 54:40), “explicado em detalhes” (6:114), “iluminado e claro” (5:16, 10:15) e “sem dúvidas nele” (2:1).

Agora, eu tenho consciência de que os muçulmanos podem citar outros versos atestando que o islã é para toda a humanidade. Se eles fizerem isso, provarão que os versos citados aqui são falsos.

De duas uma: o Alcorão é uma pilha de mentiras e contradições, ou foi feito apenas para árabes de Meca e arredores. Você decide!

________

Ali Sina AuthorSobre o autor: Ali Sina é um ex-muçulmano nascido no Irã e que hoje vive no Canadá. É um dos críticos mais importantes da religião islâmica e também um dos mais ferrenhos. Escreveu vários livros e artigos, e possui um website chamado Faith Freedom, qua ajuda ex-muçulmanos em todo o mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s