Justificando a pedofilia de Maomé

Artigo original: http://alisina.org/?p=5076    Justifying Muhammad’s paedophilia.

Texto de Ali Sina (2015). Publicado em 16/09/2015

Alguns muçulmanos têm vergonha pelo fato de seu profeta ter tido relações sexuais com uma criança quando ele tinha 53 anos. No entanto, em vez de recriminá-lo, eles mentem sobre a idade de Aisha e se esforçam muito para provar que ela era muito mais velha do que o que ela mesma disse em inúmeros Hadiths. Outros são tão sem vergonha que nem sequer tentam essa abordagem, mas continuam justificando a pedofilia de seu profeta.

Maomé cometeu muitos crimes egrégios. Um dos mais desprezíveis e vergonhosos talvez tenha sido sua relação pedófila com uma criança de 9 anos de idade. Nenhum ser humano decente, de fato ninguém digno de ser chamado humano, perdoaria ou justificaria tal crime. Infelizmente, os muçulmanos abdicaram sua humanidade. Não há vestígio disso neles. Eles olham, falam, comem e defecam como uma pessoa normal, mas o que falta neles é a consciência. Isso é o que separa os humanos das criaturas menores como répteis e insetos.

Só em justificar esse crime de seu profeta, já mostra a profundidade de sua hediondez. Quando eles defendem um pedófilo só fazem provar para o mundo as bestas vis que são. Alguém escreveu um livro reunindo tudo o que os muçulmanos dizem a este respeito.

Perguntas dos muçulmanos e respostas de Ali Sina.

1- A finalidade é criticar o casamento de meninas ou distorcer a imagem do profeta Maomé?…

O objetivo é mostrar que esse homem desprezível era imoral, pervertido e doente da cabeça; e não o ser humano perfeito e o melhor exemplo a ser imitado, como ele alegava. Tal pessoa não pode ser um profeta de Deus. Suas ações eram demoníacas e do mal. Ele deve ser condenado não emulado.

  1. Se tal casamento era estranho, então por que os descrentes dentre os Quraysh não usaram isso contra Maomé?

Não é normal para um homem adulto ter sentimentos sexuais por uma criança, a menos que ele seja um pedófilo, como também não é possível para um homem heterossexual ter sentimentos sexuais por outro homem, a menos que ele seja homossexual. Não se trata de moral ou cultura. Trata-se de um transtorno da mente. Somente os pedófilos se sentem atraídos por crianças.

Em meus anos de estudo sobre a Arábia pré-islâmica, eu nunca vi um incidente de um velho se casar com uma criança. Os árabes costumavam desposar seus filhos em tenra idade, mas ambos em idade similar. O casamento real ocorria quando as crianças viravam adultos. Este costume de idosos se casarem com crianças pequenas começou com Maomé, a quem os muçulmanos consideraram como o melhor exemplo a ser seguido.

Além disso, mesmo supondo que isso fosse uma prática antiga dos árabes, por acaso é algo bom? É sem dúvida um ato desprezível. Uma criança não tem capacidade mental para decidir seu futuro, e obrigá-la a se casar com alguém a quem não tenha escolhido é violar seus direitos humanos, especialmente se o homem for velho o suficiente para ser avô da menina. Eu não vou nem falar sobre os danos causados ao seu corpo, como eu acredito que qualquer pessoa em sã consciência já saiba. A questão é por que, em vez de condenar essa prática vil, Maomé a praticou? Ao fazer isso, ele estabeleceu que esse mal virasse uma sunna para seus seguidores ignorantes e de cérebro morto. Os muçulmanos fazem o que Maomé fez como se fossem zumbis: não há inteligência nessas pessoas. Eles até mesmo bebem urina de camelo, porque Maomé bebeu também. Quando alguém vira muçulmano, o cérebro já era. Ele não é mais gente.

  1. Será que os críticos sabem a Idade para o casamento no judaísmo?

Estamos falando do casamento de um homem velho com uma criança. Muitas culturas casam seus filhos em tenra idade. Gandhi se casou com sua esposa, quando ambos tinham 10 anos de idade. Tais casamentos foram destinados a permitir que o casal crescesse junto e formasse algum tipo de vínculo. Esta era uma antiga crença tola, nada a ver com a pedofilia que Maomé legitimou.

  1. A Europa também permite casamento de meninas!

A idade legal do casamento em todos os países europeus é 18. Os dois únicos países que permitem a idade mínima de 16 anos são a Albânia e Malta, ambos fortemente influenciados pela cultura islâmica. Mais uma vez: estamos falando da relação sexual de um homem velho com uma criança. Isso não é o mesmo que dois adolescentes que se amam um ao outro e brincam. É normal que dois adolescentes se apaixonem. Mas não é normal um homem maduro de mais de 50 anos cobiçar uma criança de 6 anos.

  1. Qual a idade para o consentimento na maioria dos países em todo o mundo?

A idade do consentimento em todo o mundo varia entre 18 e 21 anos, com muito poucas exceções que permitem o casamento aos 16.

Fonte em Inglês: http://en.wikipedia.org/wiki/Marriageable_age

  1. É justo julgar um casamento que aconteceu há uns 1400 anos com a moral de hoje?

Sim, é muito justo. Se não estamos autorizados a fazer tal juízo, então não podemos julgar os crimes de qualquer figura histórica. Aquele que é incapaz de reconhecer esse ato como mau não merece ser chamado de uma pessoa com juízo.

Além disso, isto não tem nada a ver com o passado. Os muçulmanos consideram Maomé como o melhor exemplo a ser seguido em todas as épocas. Assim, crianças são estupradas em todos os países islâmicos a cada dia, em pleno século XXI, só porque Maomé fez isso no século VII.

  1. As noivas na África têm menos de 10 anos.

Não é verdade. Veja no link acima. Os muçulmanos fazem isso violando a lei e se safando.

  1. Não é para satisfazer desejos sexuais.

Este é o argumento mais estúpido. Então pra que é? Se a ideia é fazer alianças com tribos hostis, como alegam os muçulmanos, significa então que a criança é usada como peão político? E os direitos da criança? Por que não se casar com uma mulher adulta? Além disso, Abu Bakr (pai da menina) já era um discípulo de Maomé, que não precisava estuprar sua filha pequena para ganhar sua amizade. Abu Bakr era um cultista de neurônios mortos. Aquele idiota permitiu que Maomé estuprasse sua filhinha pela a ganância de ir para o céu a fim de “comer” 72 virgens. Ambos estão agora no inferno e algum demônio está “comendo” os dois. Os muçulmanos que defendem as práticas de Maomé vão depois participar.

  1. Não faz lógica comparar uma menina americana ou ocidental do século XXI com uma menina árabe oriental de 1400 anos atrás.

A fisiologia humana não mudou durante o último par de milhões de anos. O feto humano amadurece em nove meses, independentemente da raça e do clima, e todas as meninas atingem a puberdade em torno da idade de 13 anos. Estes números não mudaram nos últimos dois milhões de anos. Uma pessoa de nove anos é uma criança, seja na África, no Alasca ou na Arábia. Aisha narrou que, apesar de as brincadeiras com bonecas serem proibidas no Islã, Maomé não se opôs a que ela brincasse com suas bonecas, porque não tinha ainda atingido a idade da puberdade, quando o “profeta” a levou para a cama. Ela estava brincando com bonecas e Maomé queria ter relações sexuais com ela.

Os muçulmanos sabem disso, mas ainda defendem esse homem doente e a ironia nisso tudo é que eles exigem respeito. Não! Você não merece respeito. Os porcos merecem mais respeito do que qualquer pessoa que segue um pedófilo depravado.

__________________________________

Sobre o autor: Ali Sina é o pseudônimo de um ex-muçulmano nascido no Irã, que atualmente mora no Canadá. É um dos críticos mais respeitáveis da religião islâmica e também um dos mais ferrenhos. Fundador do fórum FAITH FREEDOM INTERNATIONAL (http://www.faithfreedom.org), que ajuda ex-muçulmanos em todo o mundo, Ali Sina é autor de várias obras, entre elas Understanding Muhammad (Para entender Maomé), com tradução prevista para o início de 2016.

Anúncios

3 comentários em “Justificando a pedofilia de Maomé

  1. o assunto é polemico e eu vejo uma certa dose de hipocrisia. ainda estamos com uma ideia romantica sobre a idade de consentimento. em diversos povos e épocas [inclusive atualmente] existem casamentos entre pessoas de idades díspares, não apenas nos países muçulmanos. o melhor seria discutir e questionar esse tabu ao invés de usa-lo como falacia do espantalhop contra uma cultura, um povo e uma religião.

    Curtir

    1. Por que o Ocidente tem direito de criticar a própria cultura para melhorá-la e um iraniano como Ali Sina (que é um ex-muçulmano) não pode?? As culturas que criticam a penetração sexual de um homem adulto em uma criança estão fazendo o bem para aquela criança. Qual o mal que esse homem faz em querer proteger as crianças de seu país? E se uma cultura tem como modelo de conduta um profeta pedófilo, a crítica deve começar o mais rápido possível.

      Curtir

      1. por que é baseado em uma hipocrisia e uma ideologia romantica. como eu havia dito, casamento entre pessoas cujo único “pecado” é a diferença de idade é atualmente o memso tipo de tabu que proibia casamentos interraciais ou interreligiosos. o ocidente precisa, urgentemente, rever seus [pre]conceitos sobre idade de consentimeno e essa discriminação etária. a relação entre adolescentes/adultos tem criado uma histeria e paranoia que não resolve o problema.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s